Catavozes


Andar pelos arredores da Biblioteca Adelpha Figueiredo, no Pari, é deparar-se com carrinhos car-regados de papelão. Atrás do resto urbano, há gente. Pernas, braços... e rostos. Expressões pen-santes, falantes, ouvintes.

Transformar papelão usado em obras que, associadas a gravações de conversas com catadores, contribuam para desfazer idéias preconcebidas a respeito dessas pessoas, foi o aguçado por tudo aquilo que o olhar desnudava.

Incorporar o discurso, abrir a fala do que está por detrás do papelão, significa incluir pessoas que, por fazerem o serviço “sujo” , são mantidas na margi-nalidade.

Dar transparência ao que há de humano na cida-de, dar voz aos Catadores de Papelão, é o objetivo do trabalho.


Lúcia Rosa
lucia.ros@gmail.com

20:05

comentários: Postar um comentário

Sábados na Biblioteca

16 de setembro
das 11h as 17:30h - Abertura
das 11h as 17h - A Balada de Penélope: confecção interminável de tapete iniciado em maio de 2006
13h - Dobra: performance DobraLabirinto

23 de setembro
das 11h as 17h - A Balada de Penélope: confecção interminável de tapete iniciado em maio de 2006
15h - Antoine Poncet em performance
das 15:30h às 17:30h - Celso Favaretto, Juliana Monachesi e Nelson Brissac: Mesa de falas com críticos e curadores.

30 de setembro
das 15:30 às 17:30h - Guto Lacaz e Sérgio Basbaum:Mesa performática com críticos.

15 de outubro
12h - Monges Verdes: Vídeo da peregrinação desde a Catedral da Sé até a Biblioteca Adelpha Figueiredo
das 14:30 as 16h - Flávia Vivacqua, Nazareno, Néle Azevedo e Teresa Viana: conversa com artistas.
16h - Dobra: performance SinfoniaLabirinto.

últimas mensagens:
Poema-Paisagem na biblioteca Adelpha Figueiredo de...
maculando Adelpha Meu trabalho adultera um dos ret...
F.Marquespenteado - Maculando Adelpha
Bruno Sipavicius- Pai e Filho

arquivos:
{...08.06...}
{...09.06...}
{...10.06...}
{...11.06...}
{...01.07...}